Medo de engravidar

Anónimo

21 de Janeiro de 2009 ás 17:20

tenho uma situação com a minha namorada e gostava de ouvir a vossa opinião. Namoro à 7 meses gosto muito da minha namorada, no entanto ela tem um medo terrivel de engravidar.   Ela tem 24 anos é virgem e eu 29, já iniciei a minha vida sexual á alguns anos atrás. ela diz que nunca teve vontade de fazer o mesmo que começou a sentir vontade de se relacionar sexualmente com alguem a partir do momento em que nos conhecemos e começamos a namorar. 

sou sexualmente muito activo, temos uma vida sexual activa, masturbamo-nos, fazemos sexo oral, o sexo entre nós é divertido e longo, falamos abertamente sobre sexo e ela satisfaz-me muito (mesmo assim), no entanto sempre que tentamos a penetração, noto pelo olhar dela
e pela forma como se mexe, que não está muito á vontade com a situação, por isso paramos, já tentamos diversas vezes lutar contra isto, no entanto o medo que ela sente de engravidar perdura.

Já falamos muitas vezes sobre isto, ela toma pílula, eu uso preservativo e tento ajudá-la o mais possivel, neste que considerava não ser um problema, mas que com o tempo me começa afectar como homem e como ser, começo achar que possa ser a minha relação com ela
que esteja em causa, ou seja mesmo eu que já não a atraiu, embora note que ela tem muito desejo em estar comigo.

Durante estes 7 meses com ela, que tem sido fantásticos, o nosso amor tem sobrevivido a isto, no entanto não sei mais o que fazer começo achar que é um problema que me transpoem e apesar de toda a paciencia que tenho e que sei que vou continuar a ter, mas não sei o que lhe possa dizer para a ajudar a combater o medo.

se me pudessem dizer algo que ainda não ouvi era fantástico.

Boa Tarde

 Desde já agradecemos a forma completa como descreveu a sua história, pois os dados que nos enviou são suportados de informação importante para compreender esta situação.

O medo de engravidar por parte de uma mulher jovem, pode ser impedimento a iniciar uma relação sexual de coito. Mas a resistência que a sua parceira apresenta à 7 meses, pode envolver factores mais importantes que façam com que ela não se sinta preparada para se relaxar e entregar-se numa relação sexual consigo.

Não conhecemos o nível de intimidade que possuem em termos conjugais, mais ponderamos que se sintam suficientemente á vontade um com o outro para esclarecerem crenças que a sua parceira possa ter face a uma possível gravidez, como por exemplo: ao estar a tomar a pílula não tem períodos férteis, logo não poderá engravidar; mesmo que não tomasse a pílula, você utiliza preservativo, logo não é possível a passagem de espermatozóides para o útero… existem todas as explicações necessárias para que a sua parceira possa confiar e ter uma relação sexual segura.

O que nos deixa a pensar… será que a problemática não se cinge apenas a questões de fertilidade? muitas jovens têm medo de iniciar a relação sexual por terem receio da dor que possa sentir numa primeira experiência sexual… existem outras ainda que por motivos religiosos não lhes é permitido percepcionar a relação sexual antes de um casamento de uma forma saudável… entre outras questões.

Pensamos que esta situação (caso a sua parceira esteja de acordo) deveria ser tratada em consulta de sexologia, porque 7 meses, em que a problemática apresentada é o medo de engravidar, parece-nos que a sua parceira deveria ir a uma consulta consigo, de forma a esclarecer o que sente, e procurar encontrar uma saída desta situação, que tanto o incomoda a si e possivelmente a ela. Tudo tem solução, e em consulta de sexologia é possível ter essa ajuda.

SEXTA-FEIRA, 23 DE JANEIRO DE 2009